Carinho rima com educação de qualidade. Sim? Claro que sim!

Fala Diretora

Existem palavras que são carregadas de significados múltiplos! Algumas delas são uma explosão de sentidos! Aliás, as palavras sempre me fascinam!
Carinho é uma palavra que podemos empregar de diversas formas.
Ouso dizer que sem carinho nada fica do jeito que deveria ser; a cozinheira que não tem carinho com as panelas e com os alimentos, cozinha mal.
Em todas as profissões, o que destaca o profissional é o carinho que ele coloca em sua prática.
Não concebo fazer o que quer que seja sem colocar uma pitada desse maravilhoso ingrediente em todas as minhas ações.
No entanto, percebo que cada vez mais há pessoas que fazem as coisas de qualquer jeito, sem observar ao seu redor, sem se posicionar melhor mediante entraves e problemas. Porém, sabem como nunca reclamar de tudo e de todos.
Na seara educacional, o carinho é a mola mestra para se atingir nossos objetivos. Ou não é?
Pensemos na educação infantil. Qual mãe não ama que seu filho seja tratado com carinho e desvelo? Se a professora dos pequeninos é carinhosa, ela já ganhou não só o coração do seu aluninho, bem como de sua família.
Conforme a meninada vai crescendo, o carinho se demonstra pelo modo como o professor assegura seu trabalho pedagógico, buscando contemplar a todos, fazendo com que aprendam os conteúdos escolares, de acordo com suas possibilidades intelectuais e a despeito de suas dificuldades.
Os adolescentes, que parecem donos do mundo, que muitas vezes têm o nariz empinado e que querem resolver suas questões da forma que julgam pertinente, ah, esses sim, precisam de muito carinho.
Eles necessitam de quem os ouça e os respeitem, mesmo muitas vezes não concordando com suas peripécias e atitudes irreverentes. Às vezes olvidamos que já tivemos a idade deles e doía como dor de ouvido, não ter sidos respeitados e ouvidos.
Os melhores professores que conheci, a quem carinhosamente posso chamar de mestre, foram os mais carinhosos.
Já os citei em textos anteriores e sei que fizeram história na memória de seus alunos.
Carinho é passar a mão nos cabelos de um aluno. Às vezes não. É colocá-lo na meta de suas preocupações e desejar que com suas ações esteja fazendo com que cresça e se desenvolva de forma una e salutar.
Professor sem carinho está na profissão errada. Aliás, está no mundo errado.
Se não tivermos consciência de que para tudo precisamos desse elemento fantástico, poderemos estar chutando o balde cheio de belas promessas para nós e para todos.

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Comentários

Artigos recentes
Educação infantil

Passagem da árvore

Educação infantil

Ser criança é tudo de bom!!!

Educação infantil

Homenagem ao dia do professor

Carregando...