Em tempos modernos, projetos neles!

Fala Diretora

Houve um tempo que já foi longe, no qual a escola apresentava aos alunos apenas e tão somente o saber cristalizado e encarcerado nos livros didáticos e nas enciclopédias.

Os professores eram porta-vozes do que estava nos livros e neles se apoiavam para poder ensinar os meninos.

Com o passar dos tempos e com as exigências da vida e da sociedade, os saberes ensinados na escola não são só aqueles que podemos encontrar nos livros didáticos, mas também os que vão nos ajudar a crescer e a viver de forma produtiva e autônoma.

Desta forma, as escolas buscam através de projetos, ajudar nossa meninada a compreender o mundo em que vivemos e de que forma podemos ajudar a sociedade na nossa esfera de atuação.

Sendo assim, a preocupação com a situação em que se encontram nossos mananciais, por causa da crise hídrica e falta de chuvas, faz parte de nossos projetos pedagógicos, mostrando aos alunos como podemos economizar esse líquido precioso e também passar adiante nossos conhecimentos para que outras pessoas também ajam assim.

Também estamos sendo questionados pelos pequenos sobre as manifestações populares que andam acontecendo em nosso país.

É imperioso que tratemos o assunto com muito tato, sem tomar partido.

É necessário ensinar as crianças e jovens que as manifestações devem ser momentos nos quais as pessoas possam se expressar de forma a demonstrar suas inquietações. Tudo dentro da ordem.

Não é muito fácil ser professor hoje em dia, porque a rapidez com que as coisas acontecem demanda de nós muita criatividade e jogo de cintura para poder trabalhar com nossa turminha. Haja fôlego!

Era bem mais fácil no passado, quando ensinar se resumia apenas e tão somente a transmitir o que estava nos livros. Eras remotas!

No entanto, ainda encontramos pessoas que se apegam de tal forma ao material didático, que fazem dele uma camisa de força e assim, deixam escapar oportunidades ímpares para trabalhar o conhecimento com a meninada de forma atual e necessária.

O mundo muda com a velocidade dos cometas e nós educadores devemos estar sempre preparados para todos os desafios.

Quem faz de ensinar seu trabalho e seu prazer, terá sempre a força e a criatividade necessária para fazer de sua prática educacional o melhor.

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Comentários

Carregando...