Abriram as porteiras!

Fala Diretora

A sensação que se tem é que realmente abriram as porteiras e os que estavam reclusos saíram em bandos. É gente. Muita gente para todo lado!
Depois de dois anos de pandemia, muitas vezes reclusas, muitas vezes contidas, as pessoas finalmente começam a viver a vida que viviam antes da tormenta que se abateu no mundo! Quem imaginaria! Até hoje eu penso que se alguém me contasse o que iríamos viver, eu acharia que era pura ficção científica!
Com a liberação gradativa de alguns protocolos, o que se vê por todo lado é muita gente. Muita gente mesmo nos shopping centers, no cinema, nos shows, nas exposições, nos parques, pelas estradas em direção à praia ou ao campo. É gente!
O povo está desesperado para viver, para fazer o que fazia, para retomar suas atividades normais e principalmente as de lazer. Merecemos!
Ainda há o medo que permeou nossas vidas. Ainda o fantasma nefasto dessa pandemia infeliz fica a rondar nossa existência. Quando pensamos que o pesadelo chegou ao fim, ainda notamos que não é bem assim. Tem um restinho de maldade no ar. Há ainda pessoas que estão ficando infectadas.
Nas escolas a meninada está tentando voltar ao ritmo normal. Para alguns está sendo muito penoso. O afastamento das atividades presenciais fez uma lacuna que será motivo de muita preocupação para pais e educadores. Trabalho pesado nas escolas!
Nesse retorno, os alunos estão ainda tendo que observar alguns cuidados. A pandemia teima em estar por aí e várias recomendações de protocolos anteriores ainda estão em vigor.
Alguns hábitos que foram adquiridos durante esse tempo serão na minha opinião atitudes permanentes. Mãos limpas, lavadas muitas vezes, principalmente.
Os pais de nossos alunos estão retornando às nossas escolas para suas atividades e obrigações. As reuniões de pais estão com presença acima da média. As atividades culturais e recreativas abertas para as famílias estão bombando, como dizem os jovens!
Todos estão com saudades da escola.
As mães quando nos encontram, ficam coçando de vontade de abraçar! Agradecem nosso trabalho durante a pandemia. Percebem nossa preocupação com a retomada responsável pelo
desenvolvimento escolar de seus filhos.
Estamos imaginando nossas festas juninas!
Graças a Deus tudo passa. Que sejamos abençoados com o término real dessa pandemia!

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Comentários

Carregando...