Fechar Menu

Ano novo, esperanças. Tem que ser assim!

23 | 12 | 2016
Fala Diretora
0 comentários

435 visualizações

Ano novo, esperanças. Tem que ser assim!

Normalmente ao final de cada ano, pessoas em geral costumam fazer um balanço para verificar se os objetivos propostos, foram ou não atingidos.
É muito difícil encontrar alguém que possa claramente afirmar que seus propósitos foram todos bem-sucedidos.
Há os que sonharam com um novo amor e não o encontraram. Há por outro lado os que estão nas alturas com um relacionamento que se inicia e encanta.
Tem gente que queria encontrar um bom emprego! Pobres! Nem com a lanterna do filósofo Diógenes poderão satisfazer esse desejo, pois são tempos bicudos de vacas magérrimas!
Quanto à educação, vivemos dias de dúvidas intensas que persistem, pois há muita especulação no rumo que nosso barco irá tomar em tempos futuros.
O presente mostra águas revoltas, tempestades horrendas com a classificação vexaminosa de nosso país em indicadores de qualidade de educação pelo mundo.
Nossos jovens estão ainda engatinhando em direção à cultura escolar eficaz e ao conhecimento de fato e de direito.
Nossas escolas públicas são laboratórios para todo tipo de roleta russa, com armas de calibres e potências diversas.
Nossos governantes fazem trato com o além para que tenham condições de melhorar o nível de nossos estudantes, sem, porém, investir de forma adequada, o que recebem de nossos escorchantes impostos. Alguns, até de olho para morderem com todos os dentes sua fatia de corrupção, sem escrúpulos algum. Consideram natural!
As escolas particulares se veem perdidas em meio à crise que rouba alunos ano a ano, com a inadimplência que grassa e com os impostos impiedosos.
Quem poderá nos salvar? Não adianta chamar o Chapolin Vermelho, pois ele também já se foi para outras paradas. Deverá agora estar em águas calmas, bebendo da fonte do Senhor.
Cada um de nós faz o seu “mea culpa” e busca pensar em meios de, dentro de sua esfera de atuação, mudar o panorama que agora se apresenta.
Muitos pedem, rogam aos Céus que o ano termine o mais rápido possível! Ano Novo traz em si sempre esperanças de tempos melhores.
Então, que as esperanças se renovem realmente para que possamos erguer as mangas, colocar mãos à obra e dar o melhor de nós.
Para todos os que me leem, desejo de coração que tenham um Natal de muita paz e amor. Que o ano vindouro traga fartura de tudo o que nos é caro, principalmente, de saúde e paz!

Sonia Regina P. G. Pinheiro