Valores nos conduzem ao sucesso ou ao fracasso!

Fala Diretora

É fundamental que questionemos os valores que regem nossa vida. Isso é importante não só para nós, mas para nossos filhos, porque acabam incorporando nossas atitudes e nossas ideias.
Ser pais realmente é uma missão bastante difícil e importante.
Às vezes nos questionamos se estamos fazendo a coisa certa ao educar nossos garotos, mas a resposta para essa questão só se encontra no futuro. É a plantação da semente para uma colheita tardia.
Os professores recebem nossos garotos e por sua vez têm a árdua tarefa de balizar, equalizar os usos e costumes para que possam trabalhar juntos por um desenvolvimento educacional desejável; cada aluno vem de uma determinada família com diferentes pensamentos e costumes.
Mais até do que tudo isso é preciso suor e talento para oferecer às crianças e aos jovens uma educação que eduque para a vida em sociedade, de forma autônoma, consciente e participativa.
Família e escola são parceiras nessa obra. Juntas devem pensar nos valores que importam para que a garotada possa buscar realizações e felicidade.
Nossa comunidade está crescendo, se formando com outros valores que outrora não existiam.
Percebem a importância da leitura, do aprendizado de língua estrangeira, de letramento digital e de posturas condizentes com povo que quer assumir um melhor lugar perante outras nações do mundo.
Assim, temos notado um olhar diferente de boa parte da comunidade escolar, demonstrando que se importam com o que os meninos aprendem e como aprendem.
Muitas famílias, percebo, se esforçam além de suas possibilidades para prover os filhos com aprendizados múltiplos, visando engrandecimento intelectual e cultural.
Exemplo singelo foi o sucesso da exposição de Tarsila do Amaral no MASP, com filas de até 5 horas para a contemplação de suas obras.
Estamos, penso eu, no caminho para compreender como alguns países conseguiram virar literalmente a mesa investindo, apostando maciçamente na educação.
Os meninos precisam ser ensinados que os valores de consumo são tentação para uma vida fútil que se apoia em coisas efêmeras.
Quem ensina isso é família e a escola também.
Precisamos sempre acreditar que podemos fazer o melhor para nossa turma.
O futuro agradece.

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Comentários

Carregando...