Fechar Menu

Ano difícil, mas a vida é mais dura para quem é mole!

20 | 12 | 2022
Fala Diretora
2 comentários

5467 visualizações

Ano difícil, mas a vida é mais dura para quem é mole!

Resultados improváveis, retomadas de caminhos, reflexões, novas ideias, mistura de emoções, mistura de sensações, perdas, ganhos e tanto a dizer!
Normalmente ao final de cada ano, muitas pessoas fazem uma retrospectiva do que viveram e como viveram. Pesam os prós e os contras e começam a projetar o ano vindouro com esperanças renovadas.
As mazelas de 2022 estão por aqui assombrando muitas famílias; quando pensamos que já há uma luz no fim do túnel, ainda perdura uma escuridão tênue, mas persistente.
Os resquícios da batalha que estamos travando há algum tempo deixou mortos e feridos. Literalmente.
Falando em sequelas, temos a impressão que por todos os lados as enxergamos. Algumas bem visíveis, outras sorrateiras, mas presentes!
Nas escolas ficamos andando sobre as águas, com medo de a qualquer hora mergulharmos de novo e ter que nadar forte para chegar à margem.
Não podemos avaliar corretamente nossos alunos, principalmente os que denotam dificuldades no desenvolvimento escolar e mesmo nos relacionamentos sociais.
Eles foram submetidos a muitos entraves; a pandemia com o consequente e impensável afastamento da escola; confinamento cruel!
Além disso, o clima no nosso país nesse ano não foi muito propício; muita divisão e desconfianças. Tomadas de posições; nós e eles.
A escola sentiu o golpe! 7 x 1 todo dia!
Além das dificuldades normais que o ensino formal enfrenta, alguns de nossos garotos ficaram mais agressivos e arredios.
As famílias estão também sentindo as consequências de um tempo difícil nesse ano.
Vamos juntando as pontas soltas aqui e ali e planejando o ano que chega. Ainda estamos olhando para esse ano com sabores que estamos trazendo de outros dias não muito bem-sucedidos.
Nem sempre temos as respostas para o sucesso de nossos desafios. Temos muita vontade de contribuir, de acertar sempre nas escolhas que estamos fazendo para cumprir com essa missão.
Estar dentro de uma sala de aula, além de ser um prazer para o bom educador, é uma seara bendita, uma terra fértil com boas sementes.
Quero agradecer a todos que têm fé na educação para a transformação de cada um e de nossa sociedade.
Vamos juntos nessa obra meritória com vontade redobrada, porque quem ama educar não se dobra fácil!

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Deixe seu comentário

Comentários

Aldaires Amarante
Como diz a letra da música da dupla Hugo &Guilherme, "Nós enverga mas, não quebra!" Foi realmente um ano "apreensivo"... Porém, saímos vencedores. Mas, já é quase passado e com certeza e muita fé. Dias melhores virão! Beijocas!!
Laura Marina Barrella Alves
Muito bem colocado amiga!!! Só quem acredita na Educação é que pode continuar com todos esse desafios!!! Abração… Saudades!👏👏👏👏👍❤️