Minha mãe é uma peça! Peça de engrenagem divina e abençoada!

Fala Diretora

Lembranças de muitos anos atrás, quando nessa mesma época, preparávamos os alunos para as festividades do dia das mães: ensaiávamos musiquinhas e poesias. Supervisionávamos a confecção dos cartões e a elaboração dos presentinhos!
O tempo passa e as lembranças ficam e o que era poesia e simplicidade tem dado lugar ao comercial.
As mamães de outrora ficavam com os olhos marejados com as homenagens dos seus queridos pimpolhos. Coisinhas bem singelas!
Naquele tempo, mãe e professora eram quase sinônimos.
Minha mãe costumava dizer que eu deveria respeitar a professora, pois ela era minha segunda mãe. E ai de mim se não o fizesse!
Quanta responsabilidade para as meninas recém-saídas do curso de magistério, com dezoito ou dezenove anos!
Não era força de expressão! As mães delegavam às professoras autoridade para corrigir os garotos, mesmo se o corretivo fosse, digamos, bastante doloroso!
As mamães de hoje são bem diferentes; acumulam funções! Trabalham fora e dentro de casa! Sem descanso. Muitas chegam do serviço e têm o tanque à espera, toda a limpeza da casa e a alimentação. Outras, além disso se ocupam também das compras.
Essas abençoadas criaturas realmente são dignas de um Oscar, porque ao mesmo tempo podem ser consideradas médicas, enfermeiras, professoras, psicólogas, dentistas (quantos dentinhos de leite uma mamãe ajuda a entregar para a Fada!), conselheiras, enfim, uma personal styler e influencer de peso pesado!
O chinelo e a vara de marmelo foram aposentados (graças a Deus!) e incorporados ao rol da criminalidade. Deram lugar ao carinho, ao conselho, ao mimo, ao afago à compreensão e tantas outras ações desejáveis e edificantes.
A mamãe é capaz de amar acima de qualquer razão. Ela não está bem no seu trabalho se deixou seu filho doentinho em casa. Ela prefere comer sem mistura, se o que tem é muito pouco e pode alimentar melhor o seu filho. Ela quer que seus garotinhos tenham do bom e do melhor e que sejam no futuro bem mais preparados que que ela foi para enfrentar a vida adulta.
Mães são criaturas especiais. São o braço direito de Deus na terra. São as formadoras dos meninos que irão governar, clinicar, praticar esportes de alto nível, comandar o noticiário do jornal das redes televisivas, lecionar nas escolas e universidades…
Quem desconhece o valor de uma mãe já não pertence a esse mundo, está viajando pelo espaço sem rumo certo e talvez para rumos bem incertos.
Todos os dias são dias para homenagear e agradecer a nossa mãe, mas nesse domingo, faça de forma especial; olho no olho, coração na ponta dos lábios e muita emoção para dizer: mãe eu te amo!

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Comentários

Carregando...