Fechar Menu

Ciência e educação para vivermos mais e melhor!

30 | 08 | 2022
Fala Diretora
0 comentários

1019 visualizações

Ciência e educação para vivermos mais e melhor!

Credibilidade parece ser um conceito que para existir precisa de muita água debaixo da ponte!
Nós dizemos que temos certeza de que a educação é fundamental para que as pessoas possam ser cidadãos úteis à sociedade em que vivemos.
Acreditamos que a educação leva pessoas a atingir objetivos, a crescer, a distinguir verdades de falsas promessas, enfim, um caminho frutífero.
Não conheço muitas pessoas que desdenhem da importância da educação escolar.
Uma vez, no entanto, conheci uma. Um senhor que vindo à escola para assinar uma ocorrência disciplinar de um de seus filhos, me disse que não se importava se o garoto não prestava atenção às aulas, nem fazia as tarefas, tampouco estudava para as avaliações.
Ele dizia que seu irmão sempre foi aluno exemplar e hoje é um “simples” ´professor, sendo que ele, um aluno que nunca ligou para livros e cadernos, ganha três vezes mais!
Esse foi o único ser humano que eu conheci e me disse nas entrelinhas que a escola não servia para muita coisa.
Há quem não creia também muito na ciência. Há quem desconfie e desdenhe de experiências, de achados, de descobertas, fincando o pé no senso comum!
Já escutei muitos falarem que as vacinas fazem mal à saúde. Uns dizem que depois que inventaram as vacinas, aumentou consideravelmente o número de crianças com problemas sociais e mentais! Imputam o autismo e outros problemas com crianças às vacinas.
Mesmo depois de tantas mortes pela COVID 19, há quem não tenha tomado nenhuma dose da vacina e bate no peito se gabando de não ter sido envenenado por ela.
Imagino como seriam muitos meninos hoje em dia sem terem tomado a vacina contra a poliomielite! No meu tempo de criança eram inúmeros os garotos com sequelas, dificuldades severas na locomoção e na agilidade com os membros superiores.
Hoje em dia quase não se vê, graças a Deus, homens que tenham tido essa doença, a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil.
Há dúvidas por todos os lados. Parece que duvidar é a tônica!
Na minha opinião, acreditar na ciência é acreditar na educação. Uma depende da outra, como numa gangorra; ambas equilibradas em polos equidistantes, para tornar a vida de seres humanos melhor.
Tempos difíceis!
Quem não aposta na ciência, não aposta na educação, vive como o peru na véspera de Natal, zonzo, sem saber para que lado ir. Tempos realmente muito difíceis!

Sonia Regina P. G. Pinheiro

Deixe seu comentário